PATROCINADORES

General Heleno diz que militares seguirão apolíticos e não comandarão o país no governo Bolsonaro

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O general da reserva do Exército Augusto Heleno, indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro como futuro ministro da Defesa, disse neste domingo que é loucura achar que os militares vão governar o país numa administração Bolsonaro.

Em entrevista coletiva, Heleno disse que os militares continuarão apartidários e apolíticos no governo Bolsonaro.

Além de Heleno e do coronel reformado da Aeronáutica Marcos Pontes, indicados ainda na campanha eleitoral para ministérios, a expectativa é de que o governo Bolsonaro tenha outros militares da reserva em cargos importantes.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier e Ricardo Brito)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE9S021-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =

Pergunte para a

Mônica.