PATROCINADORES

Ex-executivo da Nissan defende remuneração de Ghosn, diz NHK

TÓQUIO (Reuters) – O ex-executivo da Nissan Motor Greg Kelly, preso junto com o presidente Carlos Ghosn devido a supostos crimes financeiros, afirmou que o salário de Ghosn era apropriado e que foi discutido com outras autoridades, disse neste sábado a emissora estatal japonesa NHK.

A NHK, sem citar fontes, informou que Kelly teceu tal comentário a pessoas com quem conversou desde sua prisão.

O Conselho da Nissan decidiu na quinta-feira, por unanimidade, retirar Ghosn e Kelly de seus cargos.

Eles foram presos nesta semana, depois de uma investigação da Nissan ter descoberto evidências de crimes como sonegação e uso pessoal de ativos da empresa.

    (Reportagem de Ritsuko Ando)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 2 =

Pergunte para a

Mônica.