PATROCINADORES

Bolsonaro nega ter pedido financiamento relacionado ao WhatsApp a empresários em jantar

(Reuters) – O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, negou na noite desta quinta-feira que tenha pedido financiamento relacionado ao WhatsApp em jantar com empresários.

“Desde o dia 6 de setembro estou fora de combate, fiquei 23 dias dentro de hospital e estou há poucos dias em casa. Não fiz jantar nem almoço com ninguém. Dei apenas cinco saídas”, disse Bolsonaro em transmissão de vídeo em uma rede social.

Mais cedo, o presidenciável do PT, Fernando Haddad, citou uma testemunha, que teria sido mencionada pela revista Piauí, que teria afirmado que o ex-capitão do Exército pediu pessoalmente que empresários financiassem o disparo em massa de mensagens pelo WhatsApp para difamar e caluniar a candidatura petista na reta final do primeiro turno da disputa presidencial, que ocorreu no último dia 7.

Na edição desta quinta, o jornal Folha de S.Paulo revela que empresários têm bancado a compra de distribuição de mensagens contra o PT por Whatsapp, e estariam preparando uma operação para a próxima semana, antes do segundo turno.

Na transmissão de vídeo, Bolsonaro disse que quem propaga notícias falsas em redes sociais são os petistas e afirmou que “a mentira é a cara do PT”.

(Por Tatiana Ramil)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE9H236-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 10 =

Pergunte para a

Mônica.