Document
PATROCINADORES

Bispo de Los Angeles renuncia devido à acusação de abuso sexual

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) – O papa Francisco aceitou a renúncia de um bispo de Los Angeles acusado de abusar sexualmente de um menor de idade, afirmou o Vaticano nesta quarta-feira, no mais recente caso do tipo a abalar a Igreja Católica nos Estados Unidos.

Um breve comunicado do Vaticano disse que Alexander Salazar, de 69 anos, estava renunciando ao cargo de bispo assistente em Los Angeles. O Vaticano também divulgou uma carta sobre o caso de Salazar escrita pelo atual arcebispo de Los Angeles, Jose Gomez.

A Igreja Católica no Estados Unidos ainda está se recuperando do relatório de um grande júri norte-americano que revelou que 301 padres do Estado da Pensilvânia haviam abusado sexualmente de menores durante um período de 70 anos.

Em fevereiro, o Vaticano realizará uma grande reunião sobre a crise global de assédio sexual que tem abalado a Igreja.

A carta de Gomez aos fiéis disse que, em 2005, um ano após Salazar se tornar bispo, a arquidiocese ficou ciente de uma acusação, segundo a qual o religioso teria se envolvido em “má conduta com um menor” quando era padre de uma paróquia nos anos 1990.

A polícia investigou o caso, mas a Procuradoria de Los Angeles não entrou com um processo, disse a carta, acrescentando que Salazar, originalmente da Costa Rica, “tem constantemente negado qualquer má conduta”.

A Comissão de Revisão de Má Conduta Clériga independente da arquidiocese considerou as alegações “críveis” e informou o Vaticano.

A carta da arquidiocese não explicou porque o processo entre a acusação inicial e a renúncia desta quarta-feira durou 13 anos.

tagreuters.com2018binary_LYNXMPEEBI17K-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.