PATROCINADORES

TSE vê “inconsistências” nas contas da campanha de Bolsonaro

A campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) terá três dias para esclarecer dados da prestação de contas encaminhada ao TSE. Segundo o G1, os técnicos do tribunal identificaram 23 “inconsistências” que envolvem impropriedades, falta de documentos e suspeitas de irregularidades. A área técnica pede que a campanha de Bolsonaro apresente mais dados sobre gastos com serviço de mídia e de advocacia. O ministro Luís Roberto Barroso é o relator da prestação de contas. Após a conclusão, o relatório será submetido a votação no plenário do TSE.

Por que é importante

A aprovação da prestação de contas é fundamental para que o presidente eleito seja diplomado e possa tomar posse em 1 de janeiro

Quem ganha

A transparência do processo eleitoral

Quem perde

A equipe da campanha de Bolsonaro, que precisará esclarecer os 23 pontos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 13 =

Pergunte para a

Mônica.