Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Toffoli manda investigar discussão em voo com Lewandowski

Toffoli manda investigar discussão em voo com Lewandowski

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, pediu que a Procuradoria-Geral da República (PGR) e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, tomem providências sobre a discussão envolvendo o ministro Ricardo Lewandowski e um advogado durante um voo entre São Paulo e Brasília. No texto do ofício, Toffoli cita como motivo para solicitar a investigação as “ofensas dirigidas ao Supremo”. O caso envolveu o advogado Cristiano Caiado de Acioli, que disse a Lewandowski que o STF era uma “vergonha”. O homem acabou detido pela Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

Por que é importante
O pedido de Toffoli para investigar o episódio mostra o desconforto dos ministros do STF com as críticas da população
Quem ganha
Lewandowski, que está sendo defendido por seus pares na Corte
Quem perde
O advogado, que pode sofrer alguma punição com o desenrolar do caso

Envie seu comentário