PATROCINADORES

Polícia Federal faz buscas em endereços de Aécio Neves

A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira (11) mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) e sua irmã, Andréa Neves. A Operação Ross, autorizada pelo STF, tem como base as delações de Joesley Batista e Ricardo Saud, do grupo J&F. Também são alvos dos mandados imóveis dos deputados federais Paulinho da Força (Solidariedade-SP), Cristiane Brasil (PTB-RJ) e Benito da Gama (PTB-BA) e dos senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Agripino Maia (DEM-RN). Os executivos do grupo J&F afirmam que repassaram mais de R$ 110 milhões em propina a Aécio e aliados. O dinheiro teria abastecido a campanha do tucano em 2014 e serviu para a compra de apoio político. A PF suspeita que os valores eram recebidos por meio da simulação de serviços que não eram efetivamente prestados e para os quais eram emitidas notas fiscais frias. A ação foi batizada em alusão à maior plataforma de gelo do mundo, localizada na Antártida, e faz referência às notas frias que estão sob investigação.

Por que é importante

A Operação deflagrada hoje tem como objetivo investigar o recebimento de vantagens indevidas por parte dos três senadores e dos três deputados federais

Quem ganha

A Polícia Federal, que conduz a ação com autorização do STF

Quem perde

Os envolvidos, que são investigados os crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e associação criminosa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

3 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 2 =

Pergunte para a

Mônica.