Document
PATROCINADORES

PGR reforça pedido para Aécio Neves virar réu

A Primeira Turma do STF julga nesta terça-feira (17) se recebe a denúncia por corrupção passiva e obstrução de Justiça contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, encaminhou um memorial aos ministros reiterando o pedido para que o tucano vire réu. De acordo com o Estadão, Raquel argumentou que “desafia a lógica e o bom senso e qualquer noção de normalidade imaginar que Joesley Batista concederia empréstimo de R$ 2 milhões a Aécio Neves sem documentá-lo de alguma forma”. “Daí se conclui que, na prática, tal empréstimo consistiu em entrega de vantagem indevida – a qual, como narra a denúncia, ocorreu com a expectativa de que o senador, no futuro, ‘conseguisse cargos públicos’ para indicados por Joesley Batista. Tal entrega, portanto, não resultou de filantropia de Joesley”, destacou a PGR.

Por que é importante

O senador Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista sob a justificativa de que usaria o dinheiro para pagar advogados. Ele foi denunciado pela PGR por corrupção e tentativa de obstruir os trabalhos da Operação Lava Jato. Também foram denunciados no mesmo caso sua irmã, Andrea Neves, seu primo Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG)

Quem ganha

A Justiça, com uma nova resposta à sociedade de que a impunidade não pode prevalecer

Quem perde

O tucano, que ainda é alvo de outras oito investigações, pode virar réu pela primeira vez

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.