PATROCINADORES

OEA vê disseminação de fake news como “fenômeno sem precedentes”

Laura Chinchilla, chefe da missão da Organização dos Estados Americanos (OEA), que está acompanhando o processo eleitoral no Brasil, mostrou preocupação com o uso do WhatsApp para a disseminação de fake news. “O fenômeno que estamos vivendo no Brasil talvez não tenha precedentes por uma razão: é que a distribuição de muitas das fake news, diferentemente de outras campanhas em outros países, se utiliza de uma rede privada, que é o WhatsApp. Uma rede que apresenta muito complexidade para ser investigada pelas autoridades”, disse Laura.

Por que é importante

As redes sociais, principalmente o WhatsApp, foram protagonistas como fonte de informação nas eleições deste ano

Quem ganha

O aprimoramento das regras para uma fiscalização mais efetiva

Quem perde

O WhatsApp, que está na berlinda por conta da disseminação em massa de notícias falsas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =

Pergunte para a

Mônica.