PATROCINADORES

MPF entra com ação de improbidade contra Dilma

O Ministério Público Federal (MPF) entrou nesta quinta-feira (6) com uma ação de improbidade administrativa contra a ex-presidente Dilma Rousseff, pelo famoso caso das pedaladas fiscais, que acabaram levando ao seu impeachment. Guido Mantega, Aldemir Bendine, Arno Augustin e Luciano Coutinho também foram denunciados pela promotoria. O MPF pede a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos e o pagamento de multas por parte dos acusados.

Por que é importante

Além de Dilma, a promotoria coloca outros idealizadores das pedaladas na sua mira

Quem ganha

A acusação reforça a legitimidade do impeachment, até hoje descrito como "golpe" pelo PT

Quem perde

Em caso de condenação, Dilma vai perder seus direitos políticos, mantidos mesmo após o impeachment

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =

Pergunte para a

Mônica.