Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Marina declara “voto crítico” em Haddad

Marina declara “voto crítico” em Haddad

Após ficar em oitavo lugar no primeiro turno, Marina Silva (Rede) decidiu reaparecer. A seis dias do segundo turno, a candidata da Rede declarou “voto crítico” no candidato do PT, Fernando Haddad. Em nota divulgada nesta terça-feira (22), Marina justificou o apoio por conta do “risco iminente” que a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) representa contra “a democracia, o meio-ambiente, os direitos civis e o respeito à diversidade existente em nossa sociedade”. Em 11 de outubro, a Rede havia declarado neutralidade no segundo turno e recomendado que os militantes do partido não votassem em Bolsonaro.

Por que é importante
Na reta final da campanha,Fernando Haddad , que está muito atrás de Jair Bolsonaro nas pesquisas, tenta angariar apoios. A tardia declaração de voto de Marina foi acertada depois de duas semanas de indefinições
Quem ganha
Fernando Haddad, que precisa de 18 milhões de votos para superar o adversário Jair Bolsonaro no segundo turno. É bom ressaltar, porém, que o capital político de Marina é escasso: no primeiro turno, ela ficou com 1% dos votos válidos
Quem perde
A própria Marina Silva. Duas semanas é tempo demais para decidir apoio. Para os eleitores, fica a impressão de que Marina não tem certeza de suas convicções

Envie seu comentário

14 + três =