PATROCINADORES

Lula cresce 5 pontos e poderia vencer no 1º turno, aponta Datafolha

Vantagem do petista é de 21 pontos, com 48% das intenções de voto no cenário estimulado; Bolsonaro tem 27%

Pesquisa divulgada no final desta quinta-feira (26) pelo Instituto Datafolha mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria as eleições no primeiro turno, com 54% dos votos válidos. O atual mandatário Jair Bolsonaro (PL) ficaria com 30%. O petista ganhou 5 pontos percentuais em relação ao último levantamento, em 24 de março. A vantagem de Lula é de 21 pontos, com 48% das intenções de voto no cenário estimulado, enquanto Bolsonaro tem 27%. Na sequência, aparece o ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes (PDT), com 7%. O deputado federal André Janones (Avante) e a senadora Simone Tebet (MDB) têm 2%. Os presidenciáveis Pablo Marçal (Pros) e Vera Lúcia (PSTU) somaram 1%. Os demais não pontuaram.

No levantamento espontâneo, poucos candidatos aparecem. Lula também cresceu, atingindo 38% (em março eram 30%). Bolsonaro tem 22%, antes tinha 23%. É o melhor índice obtido pelo petista desde o início da atual série histórica do Datafolha, em maio de 2021. Outros 2% dos entrevistados citaram espontaneamente Ciro, e 1% mencionou Tebet.

O percentual de indecisos na espontânea confirma a tendência de polarização entre Lula e Bolsonaro. Eleitores que ainda não escolheram candidato somam 29%, menor índice da série para esse quesito, que vem em queda desde 2021 e havia registrado 32% em março.

Segundo turno

Em um provável segundo turno, Lula venceria Bolsonaro com 58% das intenções de voto, enquanto o atual mandatário somaria 33%. Sem o petista, o presidente tem 52% das intenções sobre Ciro, que pontua 36%. No confronto entre Lula e Ciro, a diferença do petista é de 26 pontos (55% a 29%).

Pesquisa

Foram ouvidas 2.556 pessoas presencialmente entre 25 e 26 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos. O nível de confiança da pesquisa é 95%. O registro na Justiça Eleitoral é o BR-05166/2022.

Aliados de Bolsonaro fizeram pouco dos resultados da pesquisa pelas redes sociais, mas foram contestados pelos usuários.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.