PATROCINADORES

Juízes e procuradores querem retomar parte de auxílio-moradia

A coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, informa na edição desta segunda-feira (17) que juízes e procuradores querem manter o auxílio-moradia de ao menos R$ 1 mil por mês. As propostas para que o penduricalho seja preservado de alguma forma estão sendo debatidas por associações que representam as categorias e deverão ser avaliadas pelo Conselho Nacional de Justiça e pelo Conselho Nacional do Ministério Público.

Por que é importante

O auxílio-moradia de R$ 4.378 foi suspenso após o aumento salarial concedido aos ministros do STF em novembro. O reajuste também beneficiou as outras esferas do Judiciário

Quem ganha

Juízes e procuradores, se alguma proposta de retomada do auxílio avançar

Quem perde

O contribuinte, que irá arcar com os custos do penduricalho e o impacto nas contas públicas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =

Pergunte para a

Mônica.