PATROCINADORES

Fim de prisão após 2ª instância pode acabar não beneficiando Lula

A revisão da prisão após julgamento na 2ª instância, em discussão no Supremo Tribunal Federal (STF), pode acabar sendo inútil no caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cumpre pena em Curitiba. Segundo a coluna da jornalista Mônica Bergamo, publicada pela Folha nesta quarta-feira (5), os ministros do STF podem chegar a um acordo sobre o tema no próximo ano, definindo que a prisão será cumprida após julgamento no Superior Tribunal de Justiça (STJ), acima da 2ª instância. Para Lula, o problema é que seu processo no STJ está perto de ser concluído, e a Corte dificilmente irá rever sua prisão.

Por que é importante

Lula e seus apoiadores achavam que uma revisão da prisão após 2ª instância poderia garantir sua liberdade

Quem ganha

A Lava Jato, responsável pelo processo que deteve o ex-presidente

Quem perde

Lula, que não deve deixar a prisão tão cedo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 10 =

Pergunte para a

Mônica.