Document
PATROCINADORES

Cidadania e PSB desistem de ação no STF contra orçamento paralelo

O escândalo do tratoraço orçamentário reverbera com menos força no Planalto. Os partidos Cidadania e PSB desistiram de suas ações junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão dos repasses de emendas parlamentares usadas para compor o orçamento paralelo do governo para beneficiar aliados. A decisão causou discussões internas em ambas as legendas. O senador e membro da CPI da Pandemia, Alessandro Vieira (Cidadania-SE) (imagem abaixo), se mostrou insatisfeito com a mudança de rumo e anunciou sua desfiliação da legenda. Enquanto isso, no PSB os deputados pernambucanos Danilo Cabral e Felipe Carreras foram a favor da retirada da ação, informou O Estado de S.Paulo. Carreras aparece como autor de uma indicação de repasse de R$ 2 milhões via Codevasf. O presidente do Cidadania, Roberto Freire, justificou que o comando da sigla entendeu que o orçamento paralelo não apresenta problemas ou ilegalidades. “Aquilo é normal”, afirmou.

Senador Alessandro Vieira (PSB): “Escândalo de dimensão nacional”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.