Document
PATROCINADORES

A terceira via engarrafou


Os candidatos que se apresentam como opções perante Bolsonaro e Lula se movimentaram nas últimas 24 horas, criando uma espécie de congestionamento na terceira via. Para não tomar nossa home com notas sucessivas sobre fatos políticos que podem dar em nada, mas agitam o coração dos eleitores, MONEY REPORT preparou um boletim extraordinário nesta quarta-feira (25). Confira os principais movimentos.

Mandetta deputado, senador ou com Moro

Nesta quinta-feira (25), o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) anunciou que não pretende mais concorrer ao Palácio do Planalto e deverá se candidatar a uma vaga no legislativo federal. Ele não deixou claro se tentará voltar à sua antiga posição de deputado ou tentará o Senado. Além disso, há uma movimentação para que seu partido ( que está para se tornar União Brasil junto ao PSL) forme uma coligação com o Podemos, com Mandetta se tornando vice na chapa de Moro. Há também uma disputa por Mandetta no PDT. Ciro Gomes o quer para formar uma chapa e assim, acenar para a centro-direita.

Tebet girl power

Senadora Simone Tebet (MDB-MS)

O deputado federal e presidente nacional do MDB, Baleia Rossi (SP), afirmou em seu Twitter que a legenda fará o anúncio oficial da pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) no início de dezembro. A senadora lidera a bancada feminina no Senado e ganhou holofotes durante a CPI da Pandemia não só pelas intervenções incisivas, mas por ter interpretado detalhadamente o contrato da Precisa Medicamentos (Covaxin) com o Ministério da Saúde, o que provocou a cancelamento do negócio. A aposta em um nome feminino é um diferencial, já que todos os outros postulantes são homens.

Ciro desidratado e sem coalizão

A popularidade de Ciro Gomes em 2018 lhe deu 12,47% dos votos no primeiro turno não deve se repetir em 2022. Por isso, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou nesta tarde que se continuar como está, o vice deverá ser alguém da própria legenda. “É necessário chegar perto de 15% para conseguir negociar com outros partidos”, disse. Vale lembrar que no último pleito, quem compôs a chapa com pedetista foi a senadora Kátia Abreu (PP-TO) – por enquanto favorita ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Tumultuadas prévias tucanas

Leite, Virgílio e Doria (da esquerda à direita)

A novela das prévias do PSDB ganharam mais um indigesto episódio. O partido testou nesta madrugada duas empresas para assumir a votação on-line, a BEEVoter e a Eleja Online. O pleito interno está interrompido desde domingo (21). Deputado federal e presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo (PE) fará o anúncio sobre como e quando será retomada a votação. As prévias acontecem para escolher a cabeça de chapa à presidência da República. Os candidatos são os governadores Eduardo Leite (RS), João Doria (SP) e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.

  • A falha: durante as prévias que deveriam ter se encerrado domingo, a ferramenta digital utilizada apresentou instabilidade desde as primeiras horas. Menos de 4 mil dos 44 mil filiados cadastrados conseguiram registrar seu voto.

Outros postulantes

General Santos Cruz

Apesar de não integrar a terceira via ao Palácio do Planalto, o general da reserva vem na esteira da candidatura de Sergio Moro e, nesta tarde, se filiou ao Podemos. O ex-ministro-chefe da Secretaria do Governo de Jair Bolsonaro, deve concorrer ao Senado pelo Rio de Janeiro ou pelo Distrito Federal.

Os candidáveis de Bolsonaro

Nesta tarde, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, será seu candidato ao governo de São Paulo. Ao Senado, será o ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Entenda as implicações da indicação do ministro Tarcísio. Ouça no podcast abaixo:

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.