Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Setor mineral ampliou faturamento em 62% em 2021

No mesmo período, produção subiu apenas 7%. Ferro, ouro e cobre responderam por 92% das exportações, aproveitando a alta dos preços e a valorização do dólar

A produção total do setor mineral brasileiro alcançou, no ano passado, 1,15 bilhão de toneladas, mostrando aumento de 7% sobre as 1,07 bilhão de toneladas de 2020. A boa novidade é faturamento global, que atingiu R$ 339 bilhões, mais 62% em comparação aos R$ 209 bilhões registrados no ano anterior, beneficiado pelo forte aumento de preço das principais commodities minerais, combinado com a valorização do dólar. Por estados, os maiores faturamentos foram observados no Pará, com R$ 146,6 bilhões (+51%); Minas Gerais, R$ 143 bilhões (+87%); e Bahia, R$ 9,5 bilhões (+67%). A participação do Pará no faturamento global caiu de 46%, em 2020, para 43%, em 2021, enquanto a de Minas Gerais subiu de 37% para 42%, no mesmo período.

As informações foram divulgadas nesta terça-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram). De acordo com o presidente do conselho diretor do Ibram, Wilson Brumer, houve queda no preço do minério de ferro entre junho e novembro de 2021, mas, mesmo assim, a média foi 47,5% maior do que a de 2020. A expectativa para 2022 é atingir números parecidos com os de 2021.

Ferro

O minério de ferro respondeu por 74% do faturamento global do setor, em 2021, contra 66%, em 2020, seguido pelo ouro (8%) e pelo cobre (5%). Os dados apresentados mostram que as exportações brasileiras subiram 34% no ano passado, enquanto as exportações nacionais minerais evoluíram 58,6%, passando de US$ 36,5 bilhões, em 2020, para US$ 58 bilhões, em 2021. Embora não seja um setor importador, as importações minerais aumentaram no ano passado 120,8%, passando de US$ 4,1 bilhões para US$ 9,1 bilhões. As importações brasileiras tiveram expansão de 38,2%, em 2021, contra 2020. O saldo mineral evoluiu 50,7%, enquanto o saldo da balança comercial apresentou alta de 21,5%. Segundo o Ibram, o saldo mineral equivale a 80% do saldo Brasil em 2021. Em 2020, esse valor foi de 64,4%.

Em 2021, o Brasil exportou 357,7 milhões de toneladas de minério de ferro, contra 341,6 milhões de toneladas no ano anterior. Juntos, minério de ferro, ouro e cobre responderam por 91,8% das exportações em dólares. Os principais destinos do minério de ferro do Brasil foram China (68%), Malásia (6,4%) e Japão (3,6%). O principal produto importado pelo setor foi carvão metalúrgico, com aumento de 25% em toneladas. Os principais países supridores desse produto foram Colômbia (27%), Estados Unidos (26%) e Austrália (24%).

(com Agência Brasil)

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.