PATROCINADORES

Mercado publicitário global deve crescer 8,4% este ano

A publicidade digital representará 67% da receita total do setor este ano

A indústria de publicidade global deve crescer 8,4% este ano, apesar das atuais situações geopolíticas em todo o mundo e dos temores de uma recessão, afirmou um relatório sobre o setor nesta segunda-feira (13), publicado pela Reuters. Esse número exclui o impacto da publicidade política dos EUA, que deve atingir US$ 13 bilhões em receita este ano, acima dos US$ 12 bilhões em 2020, mostrou o relatório da agência de publicidade GroupM, uma unidade da WPP PLC.

O mercado de publicidade, que normalmente acompanha a saúde mais ampla das economias, está se estabilizando após experimentar altas em 2021, quando foi impulsionado pela forte recuperação econômica e pelo consumo pessoal.

Nova economia

As fontes de crescimento em 2022 incluem um número crescente de novas pequenas empresas, que provavelmente anunciarão em níveis mais altos do que os negócios que estão substituindo; anunciantes da “nova economia” financiados por empreendimentos que buscam crescimento; e anunciantes com sede na China anunciando no exterior, mostrou o relatório. A desaceleração esperada do comércio eletrônico e a alta das taxas de juros serão um empecilho para o crescimento.

“Embora a economia e o meio ambiente em geral sejam mais negativos agora do que em dezembro, de modo geral, as pessoas em nossa indústria e acho que muitos especialistas são excessivamente negativos em relação à realidade de como a economia geral está se saindo”, afirmou Brian Wieser, presidente de business intelligence do GroupM, em teleconferência com jornalistas.

O relatório prevê que a receita de anúncios para plataformas digitais pure-play cresça 11,5% em 2022, abaixo do crescimento de 32% em 2021. A publicidade digital nessas plataformas representará 67% da receita total do setor este ano, excluindo a publicidade política dos EUA.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.