PATROCINADORES

Plenário começa a discutir Previdência na terça, diz Maia

Após mais de 16 horas de discussão, a comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência concluiu na madrugada desta sexta-feira (5) a votação do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). O parecer apresentado por Moreira, mantendo os principais pontos do projeto original encaminhado pelo governo, foi aprovado por 36 votos a 13. Em seguida, os parlamentares analisaram os destaques. Foram rejeitados 99 destaques individuais e 17 dos partidos. A maioria buscava abrandar as regras de aposentadoria para professores e profissionais da segurança pública.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comemorou a aprovação do relatório na comissão. Maia indicou que o texto deve começar a ser discutido pelo plenário já na próxima terça-feira (9) e deve ser votado antes do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho.

“A Câmara deu hoje um importante passo. Esta foi a nossa primeira vitória e, a partir da próxima semana, vamos trabalhar para aprovar o texto em plenário, com muito diálogo, ouvindo todos os nossos deputados, construindo maioria”, publicou no Twitter.

O presidente da Casa avalia que a proposta já tem votos necessários para avançar. A expectativa dele é que a medida seja aprovada por pouco mais de 325 deputados.

Por que é importante

A aprovação da reforma da Previdência é essencial para o reequilíbrio das contas públicas e a retomada do crescimento econômico

Quem ganha

O governo, já que projeção de economia de mais de R$ 1 trilhão em dez anos foi mantida

Quem perde

A oposição, que tentou manobrar para adiar a votação na comissão

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.