PATROCINADORES

Ociosidade na construção é a menor em cinco anos, indica CNI

A ociosidade da indústria da construção atingiu em setembro o menor nível desde 2014, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (25) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A utilização da capacidade de operação ficou em 62% no mês, crescimento de quatro pontos percentuais em relação a agosto. O índice de evolução da atividade ficou em 49,5 pontos em setembro, o maior nível desde 2013. O indicador de evolução do número de empregados ficou em 47,5 pontos e está 3,6 pontos acima da média histórica e 2,4 pontos maior do que o registrado em setembro de 2018. A sondagem da CNI foi feita entre 1 e 11 de outubro com 490 empresas.

Por que é importante

A indústria da construção é uma das alavancas do desenvolvimento econômico brasileiro

Quem ganha

O otimismo dos empresários. Eles esperam o aumento do nível de atividade, dos novos empreendimentos e serviços, da compra de matérias-primas e do emprego nos próximos seis meses

Quem perde

Os entraves para a expansão. A elevada carga tributária, a falta de demanda e o excesso de burocracia lideram a lista dos principais obstáculos enfrentados pelo setor

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.