Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Indicador de emprego da FGV cai para o menor patamar desde abril

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) medido pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV-IBRE) caiu 4,1 pontos em novembro, para 83,0 pontos. O menor patamar desde abril (78,9 pontos). Em médias móveis trimestrais, o recuou foi de 2,4 pontos, para 85,7 pontos. O IAEmp antecipa os principais movimentos do mercado de trabalho no Brasil, com base em dados extraídos das sondagens empresariais e de expectativas do consumidor produzidas pelo próprio FGV/IBRE.

“A queda em novembro sugere que a recuperação do mercado de trabalho vem perdendo força. A desaceleração da economia parece contribuir para queda do indicador, que nesse mês foi disseminada em todas as partes que o compõe. A expectativa para os próximos meses parece não ser muito positiva, considerando que o setor de serviços, que vinha puxando a recuperação do emprego, começa a perder fôlego. Apesar do avanço da vacinação, o ambiente macroeconômico mais frágil deixa os empresários cautelosos”, afirma Rodolpho Tobler, economista do FGV IBRE.

Em novembro, todos os sete componentes do IAEmp contribuíram negativamente para o resultado. Os destaques foram os indicadores de Emprego Previsto e de Situação Atual dos Negócios da Indústria, que recuaram 8,1 e 7,2 pontos, na margem, e o indicador de Situação Atual dos Negócios de Serviços, que caiu 7,6 pontos na margem.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.