PATROCINADORES

Guedes: “Novos servidores não terão estabilidade automática”

O ministro Paulo Guedes (Economia) reforçou nesta quinta-feira (7) que, na reforma administrativa proposta pelo governo, os novos funcionários públicos não terão estabilidade garantida. Segundo Guedes, será definido um tempo para cada carreira para o servidor atingir a estabilidade.

“O novo servidor não terá estabilidade automática, ele precisará ser testado por três, quatro, cinco anos. Vai depender da carreira, do que a pessoa faz, do que entrega”, afirmou.

O ministro acrescentou que a reforma também vai reduzir o número de carreiras de cerca de 300 para algo em torno de 20 e que os salários para quem entrar no serviço público serão menores.

Por que é importante

A reforma administrativa faz parte do pacote apresentado nesta semana pelo governo para reduzir o tamanho do Estado brasileiro

Quem ganha

O compromisso com o ajuste fiscal e a busca pela eficiência do funcionalismo

Quem perde

Concurseiros que miram as regalias e a estabilidade do serviço público

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.