Document
PATROCINADORES

Expectativa de inflação dos consumidores fica perto de mínima histórica

A expectativa de inflação dos consumidores brasileiros para os próximos 12 meses recuou 0,2 ponto percentual em outubro, para 4,9%, informou nesta quarta-feira (23) a Fundação Getulio Vargas. O resultado é o menor desde fevereiro de 2018 (4,9%) e se aproxima da mínima histórica de julho de 2007 (4,8%). Para Renata de Mello Franco, economista da FGV IBRE, a projeção observada em outubro sinaliza que a percepção de inflação pelos consumidores continua convergindo para a meta oficial (4,25%).

“Grande parte desse resultado pode ser devido à trajetória favorável dos preços e, principalmente, à ausência de choques sobre os produtos de maior peso na cesta de consumo das famílias. Para os próximos meses, espera-se que o indicador permaneça nessa tendência de queda, refletindo o bom comportamento do nível geral de preços”, disse.

Por que é importante

O Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores é obtido com base em informações da Sondagem do Consumidor, realizada mensalmente pela FGV com 2,1 mil brasileiros em sete das principais capitais do país

Quem ganha

Consumidores com a faixa de renda acima de R$ 9,6 mil, com a menor projeção para inflação (4%)

Quem perde

Consumidores com a faixa de renda até R$ 2,1 mil, com a maior perspectiva para inflação (5,9%)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.