PATROCINADORES

Ex-deputados poderão pedir aposentadoria de até R$ 33,7 mil

Levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo, divulgado nesta terça-feira (15), mostra que a partir do mês que vem um grupo de 142 ex-deputados poderá pedir aposentadoria com direito a um benefício de até R$ 33.763,00. O valor é seis vezes maior que o atual teto do INSS (R$ 5,6 mil mensais). Segundo o Estadão, a Câmara possui duas regras para aposentadoria parlamentar. A primeira delas vale para deputados que ingressaram até 1997, como o presidente Jair Bolsonaro (PSL). O texto diz que um parlamentar pode requerer aposentadoria proporcional com oito anos de contribuição. Ele passa a ter direito ao benefício integral se contribuir por 30 anos. Com 28 anos de mandato, Bolsonaro poderá receber um valor quase integral e ainda acumular com o salário de presidente (R$ 30.934,70). A outra modalidade tem regras mais duras. São necessários 60 anos de idade e 35 de contribuição. Conforme o jornal, o benefício é proporcional aos anos de contribuição: a cada ano, é acrescido 1/35 do salário de parlamentar, equivalente a R$ 964.

Por que é importante

Os deputados serão responsáveis pela discussão da reforma da Previdência, inclusive a alteração nas regras da aposentadoria deles mesmos

Quem ganha

Os parlamentares que conseguirão se aposentar com o benefício integral

Quem perde

A economia. O rombo na Previdência impede que o governo invista em áreas essenciais para o desenvolvimento do país

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.