Document
PATROCINADORES

Emirados Árabes devem ser parceiros estratégicos para o Brasil, diz CNI

De 2012 a 2018, os Emirados Árabes Unidos investiram cerca de US$ 712 milhões no Brasil, mas podem ampliar a parceria de negócios com o país nos próximos anos. A avaliação foi feita por Robson Braga de Andrade, presidente da Federação Nacional da Indústria (CNI), que está em busca de novos negócios em Dubai e pediu ao governo que participe dessa negociação para proporcionar um bom ambiente.

Robson Braga de Andrade levou mais de 300 empresários e executivos brasileiros a liderar uma delegação empresarial nos Emirados Árabes Unidos, tendo como pano de fundo a Dubai World Expo. Ele disse que “os Emirados Árabes devem ser parceiros estratégicos para o Brasil”. “A relação bilateral de comércio exterior entre o Brasil e os Emirados Árabes é marcada por um superavit comercial histórico para o Brasil. Contudo, quando se avalia o comércio dos Emirados Árabes com o resto do mundo, é possível constatar o fortalecimento e a diversificação das operações comerciais com destinos menos explorados pelo Brasil”, afirmou Andrade.

Segundo o presidente da CNI, há espaço para os árabes expandirem os investimentos no Brasil, mas também para as empresas brasileiras ampliarem os negócios nos Emirados Árabes. Também em Dubai, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, disse haver oportunidades inclusive para as micro e pequenas empresas.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.