PATROCINADORES

Em alta, confiança empresarial mostra sinais favoráveis para 2020

O Índice de Confiança Empresarial (ICE), divulgado nesta quinta-feira (2) pela Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), subiu 1,5 ponto em dezembro, para 97,1 pontos – em uma escala de zero a 200 pontos. Com o resultado, o maior nível desde janeiro, o indicador fechou 2019 com um saldo acumulado positivo em 1,2 ponto. O índice que mede a percepção corrente dos empresários (ISA-E) subiu 1,7 ponto, para 94,5 pontos – patamar mais alto desde abril de 2014 (96,5 pontos). Já o Índice de Expectativas (IE-E) se manteve relativamente estável ao recuar 0,1 ponto, para 100,1 pontos, permanecendo em nível considerado neutro (nem pessimista nem otimista). “Os sinais são favoráveis para 2020, mas a continuidade da recuperação depende da redução da incerteza, que ainda se mantém em nível elevado, para que as empresas voltem a investir”, destacou Viviane Seda Bittencourt, coordenadora das sondagens da FGV IBRE.

Por que é importante

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) consolida os índices de confiança dos quatro setores: indústria, serviços, comércio e construção

Quem ganha

A confiança da indústria, que teve a maior alta em dezembro

Quem perde

A confiança do comércio, que ficou estacionada no mês

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.