Document
PATROCINADORES

Crise de contêineres ameaça promoções da Black Friday

Os consumidores que desejam realizar seus sonhos de consumidor durante a Black Friday deste ano, que ocorre no fim de novembro, devem estar prontos para encontrar preços mais altos. A maioria dos produtos mais populares no dia da promoção aumentou cumulativamente em mais de 10% somente em 2021.

O aumento de preços ainda reflete dificuldades na importação de insumos, peças e produtos acabados. A dificuldade é transatlântica — tudo estará mais caro.

Em termos de frete, o aumento foi de mais de 400%. A indústria atualmente paga US$ 10 mil (aproximadamente R$ 55 mil) pelo transporte de importação de contêineres — algumas pessoas relatam ter que pagar US$ 30 mil (cerca de R$165 mil reais) — este valor é de até US$ 2 mil (aproximadamente R$ 11 mil) antes da pandemia.

Há também uma escassez sem precedentes de contêineres, o que aumentou o tempo de viagem da rota (o chamado transit time) e das filas.

As peças e partes produzidas fora do Brasil, principalmente em países no leste asiático, também estão custando mais em dólar, num período em que o real acumula desvalorização. Desde janeiro, o dólar já subiu 6,3% –na última sexta (8), a moeda americana chegou a R$ 5,5160.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.