Document
PATROCINADORES

Confiança empresarial sinaliza nova melhora em setembro, mostra FGV

A prévia do Índice de Confiança Empresarial (ICE), divulgada nesta terça-feira (15) pela Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) com dados coletados até o dia 14, sinalizou um avanço de 0,8 ponto em setembro, para 95,3 pontos – em uma escala de zero a 200 pontos. A quinta alta seguida, puxada principalmente pela melhora da percepção sobre a situação atual, deixaria o indicador perto do patamar de fevereiro (96 pontos), antes dos efeitos da crise do novo coronavírus. Já o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) cresceria 2,1 pontos, para 82,3 pontos. Na contramão do otimismo dos empresários, a retomada lenta ao nível pré-pandemia tem sido influenciada pela insatisfação dos consumidores em relação ao momento presente. “A aceleração da confiança dos consumidores nos próximos meses estará condicionada à evolução do mercado de trabalho e à redução da incerteza econômica e na área da saúde. A convergência para níveis considerados normais só deve acontecer em 2021”, destacou Viviane Seda Bittencourt, coordenadora das Sondagens da FGV IBRE.

Por que é importante

As sondagens da FGV antecipam as tendências entre consumidores e empresários, além dos setores: indústria, construção, comércio e serviços

Quem ganha

A confiança da indústria, que sinalizou a maior alta em setembro (7,1 pontos)

Quem perde

A confiança do comércio, que apresentaria um recuo (-1,2 ponto) no mês

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.