Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Confiança Empresarial recua 3,3 pontos

A confiança dos empresários voltou a recuar em novembro – e confirmou a tendência de queda que vinha se desenhando, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (1º) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador recuou para 97 pontos, abaixo da linha que marca o otimismo (100).

A queda é a maior desde março deste ano quando era grande o medo do impacto da segunda onda de covid-19 sobre a economia. Na análise trimestral, o indicador recuou pela segunda vez consecutiva, agora em 1,8 ponto. A piora nas expectativas (100,3 para 95,8 pontos) foi a principal responsável pela queda em relação a outubro, “a maior desde março deste ano quando era grande o medo do impacto da segunda onda de covid-19 sobre a economia”, aponta Aloisio CampeloJr., Superintendente de Estatísticas do FGV Ibre. Houve baixa, também, na percepção sobre a situação atual, embora menos acentuada, de 99,5 para 97 pontos.

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) consolida os índices de confiança dos quatro setores cobertos pelas Sondagens Empresariais produzidas pela FGV IBRE: Indústria, Serviços, Comércio e Construção. Todos esses grandes setores tiveram queda na confiança em novembro, sendo a maior no comércio, seguida pela indústria e serviços.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.