Document
PATROCINADORES

Confiança do consumidor recua após quatro altas consecutivas

A Fundação Getulio Vargas divulgou nesta sexta-feira (22) que o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) recuou 0,5 ponto em fevereiro, para 96,1 pontos. Foi a primeira queda após quatro meses consecutivos de altas. Para Viviane Seda Bittencourt, coordenadora da sondagem, houve uma reavaliação das expectativas. “As previsões dos consumidores sobre economia e situação financeira das famílias, que atingiram níveis próximos ao máximo da série em janeiro, recuaram, o que parece normal após a onda de otimismo pós período eleitoral”, disse.

Por que é importante

A confiança em alta é fundamental para estimular o consumo, aquecer o mercado de trabalho e aumentar o ritmo da expansão da economia

Quem ganha

Em fevereiro, houve melhora das avaliações sobre o presente. O Índice de Situação Atual (ISA) manteve a trajetória de alta pelo quarto mês consecutivo ao subir 1,3 ponto, para 78,1 pontos, atingindo o maior nível desde abril de 2015 (78,9)

Quem perde

Enquanto isso, houve diminuição das expectativas em relação aos próximos meses. O Índice de Expectativas (IE) diminuiu 1,7 ponto, para 109,0 pontos, mantendo-se ainda em patamares alto em termos históricos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.