PATROCINADORES

Chuva surpreende e alivia preço da conta de luz

Chuvas acima da média no início de 2018 apontam a possibilidade de uma recuperação mais rápida nos reservatórios das hidrelétricas e impacto direto nos custos da eletricidade. O cenário favorável deve permitir que a conta de luz tenha o primeiro trimestre de bandeira verde, sem taxa extra. Grandes consumidores, como indústrias, têm negociado contratos de energia para os três primeiros meses do ano atualmente a cerca de R$ 145 por megawatt-hora, contra R$ 220 na reta final de 2017. Ao consumidor, a bandeira tarifária vermelha gera um custo extra de até R$ 5 a cada 100 kilowatts-hora em eletricidade.

Por que é importante

As bandeiras tarifárias geram cobranças adicionais quando no patamar amarelo ou vermelho, enquanto a bandeira verde, já anunciada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para janeiro, não traz custos extras

Quem ganha

Consumidores, empresas e indústrias

Quem perde

Termelétricas, que deixam de ser acionadas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 10 =

Pergunte para a

Mônica.