Document
PATROCINADORES

Abertura de empresas cresce embalada pelo empreendedorismo por necessidade

Dados do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas mostra que o Brasil fechou 2018 com 2.534.785 novas empresas formalizadas e bateu recorde histórico desde o início da série, em 2010. Na comparação com 2017 (2.202.622), o aumento foi de 15,1%. Do total de novos empreendimentos no ano passado, os MEIs representaram a maioria (81,4%). Por segmento, os serviços de alimentação (8,2%) e de higiene e embelezamento pessoal (7,5%) predominaram. Para os economistas da Serasa, a retomada lenta da economia e a recuperação tímida do mercado de trabalho levaram muitas pessoas a buscarem um negócio próprio como alternativa para geração de renda. “O ‘empreendedorismo por necessidade’ apareceu como um fator relevante. A grande representatividade de MEIs e os segmentos que lideraram a abertura mostram que têm muitas pessoas investindo em atividades com produtos e serviços de maior aceitação e consumo no dia a dia, o que demonstra mais a necessidade do que oportunidade”, disse Fernanda Monnerat, diretora de Micro, Pequenas e Médias Empresas da Serasa Experian.

Por que é importante

Após o desastre econômico provocado pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o crescimento do empreendedorismo foi fundamental para fortalecer a economia e serviu como uma alternativa para o brasileiro fugir do desemprego

Quem ganha

A educação financeira, que é essencial para a conservação dos novos negócios

Quem perde

A burocracia e a falta de planejamento, dois dos fatores decisivos para o fechamento de empresas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.