PATROCINADORES

Ibovespa recua com tensões externas e queda das ações da Eletrobras

O Ibovespa voltou a atuar no patamar dos 81 mil pontos na manhã desta quarta-feira (23). Às 11h30, o índice recuava 1,31% aos 81.653 pontos, com os investidores atentos ao possível contágio da crise cambial na Turquia no mercado financeiro nacional. A moeda turca caiu 3,40%, cotada a US$ 0,20, após o presidente dos EUA, Donald Trump, dizer que não vê avanços nas negociações com a China. No cenário interno, a declaração do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de que a medida provisória para a privatização da Eletrobras não será votada, fez as ações da estatal despencarem. Das cinco ações mais negociadas da manhã, apenas a Ambev (0,25%) opera em alta. Vale (1,51%), Itaú (1,45%), Magazine Luiza (2,54%) e os papéis preferencias da Petrobras (2,59%) estão em queda.

Por que é importante

Os investidores seguem atentos a divulgação da ata do Comitê Federal de Mercado Aberto americano (Fomc), será divulgada as 15h desta quarta (23). A ata irá dizer se haverá manutenção nos juros americanos entre 1,50 ou 1,75%

Quem ganha

As ações da Marfrig registram a maior alta da manhã (9,37%), cotadas a R$ 8,64

Quem perde

As ações da Eletrobras registram a maior baixa da manhã (10,37%), cotadas a R$ 16,17

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.