PATROCINADORES

Ibovespa recua com frustração sobre a liberação de saques do FGTS

O Ibovespa fechou a terça-feira (23) em baixa de 0,24%, aos 103.704 pontos. O índice chegou a subir 0,46%, a 104.429 pontos, influenciado pelo balanço trimestral do Santander Brasil. O banco registrou lucro de R$ 3,63 bilhões no segundo trimestre, uma alta de 20,2% na relação com o mesmo período do ano passado. O desempenho da bolsa mudou puxado pela queda nos papéis da Vale e pela informação de que o governo pretende limitar os saques das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em R$ 500 neste ano. A intenção frustrou os investidores.

Quatro das cinco ações mais negociadas do dia fecharam em alta: Ultrapar (2,58%), Itaú Unibanco (0,97%), IRB Brasil (3,24%) e Bradesco (0,34%). Apenas os papéis do Banco do Brasil registram queda (-1,17%).

Já o dólar subiu 0,89%, cotado a R$ 3,77. Foi a maior alta da moeda norte-americana em quase um mês.

Por que é importante

Os investidores avaliam que limitar os saques do FGTS em R$ 500 pode ser insuficiente para alavancar o crescimento econômico, como projetava o governo

Quem ganha

As ações da Estácio registraram a maior alta do dia (4,06%), cotadas a R$ 34,36

Quem perde

As ações da Cielo registraram a maior baixa do dia (-3,57%), cotadas a R$ 6,75

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.