Document
PATROCINADORES

Ibovespa reage no fim do dia mas termina em nova queda

O Ibovespa passou boa parte do pregão de quarta-feira (7) em baixa. Às 14h, o índice caía 1,46%. A queda era resultado da mudança da política de distribuição de dividendos da Smiles, conhecida por ser uma boa pagadora de dividendos e juros sobre capital, e pela notícia da renúncia do assessor econômico de Donald Trump, Gary Cohn, reconhecido pela defesa do livre comércio (tema que agrada os investidores em bolsa). À tarde, porém, o Ibovespa se recuperou. A partir das 17h, o índice subiu 722 pontos (0,85%) e minimizou a baixa, encerrando o dia em 85.483 pontos, baixa de 0,20%, após comunicado oficial do governo americano admitindo que alguns países poderão obter isenções na tarifa de importação de aço e alumínio. A notícia impulsionou as bolsas americanas, que fecharam em alta.

Por que é importante

A decisão de Trump de sobretaxar importações de aço e alumínio pode provocar uma “guerra” tarifária no comércio mundial, o que prejudica as bolsas mundiais. Desde que a ideia foi divulgada, as bolsas oscilam para cima ou para baixo, dependendo do teor das declarações (que ratificam ou suavizam a medida)

Quem ganha

As ações da BRF registraram a maior alta do dia (4,23%) cotadas a R$ 25,16

Quem perde

As ações da Smiles registraram a maior baixa do dia (9,86%), cotadas a R$ 72,11

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.