Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Aversão global ao risco inicia semana com prejuízos

O Ibovespa fechou em baixa de 1,08% nesta segunda-feira (4), aos 126.802 pontos. O dólar subiu 1,39%, cotado a R$ 4,94 no encerramento. Em um dia de aversão global ao risco, pesos pesados do índice nacional recuaram com a queda livre do minério de ferro na China, reagindo às notícias de interferência do governo do país. Houve pressão por parte das taxas futuras de juros, que engataram alta firme, seguindo a trajetória dos Treasuries, e quebraram sequência de baixa das últimas cinco sessões. Os mercados aguardam por indicadores econômicos importantes nos Estados Unidos para calibrar as expectativas em relação ao caminho dos juros americanos daqui para frente. Nesta semana, serão divulgados dados do PMI de serviços nos EUA, além do relatório de empregos na economia local. Por aqui, o foco deve recair sobre os novos números do PIB no terceiro trimestre. Mais cedo, o Banco Central soltou mais uma edição do Boletim Focus com expectativa para o IPCA em 2023 revisada para cima, de 4,53% para 4,54%. Para 2024, a projeção subiu para 3,92%. A Selic prevista ao fim de 2023 continua em 11,75%, enquanto a projeção para o PIB fica em 2,84% para este ano, representando uma ligeira baixa em relação à expectativa anterior de 2,85%.

As maiores altas foram da Engie (1,31%) e Totvs (0,95%). As baixas, preferenciais da Gol (-9,19%) e Magazine Luiza (-7,83%). Das cinco ações mais negociadas, quatro apresentaram retração: Vale (-2,25%), preferenciais da Petrobras (-2,13%), B3 (0,07%), Prio (-0,79%) e Magazine Luiza (-7,83%). O volume negociado foi de R$ 19,56 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.