Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Rombo nas contas públicas pode ser zerado só em 2033, alerta estudo

Rombo nas contas públicas pode ser zerado só em 2033, alerta estudo

Uma estimativa da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado, divulgada nesta segunda-feira (15) pelo jornal O Estado de S. Paulo, mostra que o rombo nas contas públicas do país deve ser de R$ 912,4 bilhões em 2020. O resultado é reflexo dos gastos para minimizar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e a perda de receitas da União, estados e municípios com a desaceleração da economia. Conforme o estudo da IFI, o Brasil só voltará a ter contas no azul em 2033. Se o cenário se confirmar, serão quase duas décadas de desequilíbrio desde o primeiro ano de déficit, em 2014, no governo Dilma Rousseff (PT).

Por que é importante
A projeção serve de alerta para os efeitos de políticas populistas adotadas em meio à pandemia, como a criação de possíveis despesas obrigatórias. O agravamento do quadro fiscal pode travar a recuperação econômica brasileira
Quem ganha
As reformas para contenção de gastos e melhora do ambiente de negócios no país
Quem perde
Governantes gastadores, que contribuem para a ruína das contas públicas