PATROCINADORES

Guedes diz que vai retomar agenda de reformas até fevereiro

De volta das férias, o ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo que pretende retomar entre o final de janeiro e o início de fevereiro a agenda de reformas. Segundo Guedes, o governo deve acertar nos próximos dias os últimos detalhes da proposta que trata das mudanças no funcionalismo público federal. Simultaneamente, o projeto que altera as regras tributárias no país também deve ser encaminhado ao Congresso. No caso da reforma administrativa, o governo vai garantir a manutenção da estabilidade para os atuais servidores. Já para a reforma tributária, a implantação de um imposto nos moldes da antiga CPMF ficará de fora.

“Tudo isso vai andar. O Congresso abraçou as reformas. As reformas estão sendo processadas no Congresso num clima de completa cooperação e colaboração com a equipe econômica. Nós começamos este ano com perspectivas bem melhores de governabilidade do que no ano passado”, disse Guedes.

Por que é importante

O compromisso de Guedes com a continuidade das reformas é um bom sinal para os investidores de que o governo não deve adotar medidas populistas que poderiam comprometer o processo de retomada da economia

Quem ganha

O choque liberal comandado pelo ministro, para tornar o Estado mais eficiente

Quem perde

O descontrole de gastos, que contribuiu para o país entrar em crise nos governos petistas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.