Document
PATROCINADORES

Concessões miram reforçar caixa do governo e melhorar infraestrutura

Com a expectativa de levantar R$ 10 bilhões em investimentos privados, o governado inicia nesta quarta-feira (7) a Infra Week. A primeira etapa da agenda será o leilão de 22 aeroportos, divididos em três blocos, que movimentam cerca de 11% do total do tráfego de passageiros do país. Integram o Bloco Sul os aeroportos de Curitiba, Foz do Iguaçu (PR), Londrina (PR), Navegantes (SC), Joinville (SC), Bacacheri (PR), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS). O Bloco Central é composto pelos aeroportos de Goiânia, São Luís, Imperatriz (MA), Teresina, Palmas e Petrolina (PE). Fazem parte do Bloco Norte os aeroportos de Manaus, Tabatinga (AM), Tefé (AM), Porto Velho, Rio Branco, Cruzeiro do Sul (AC), e Boa Vista. Até a sexta-feira (9) ainda serão concedidos à iniciativa privada cinco terminais portuários e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na Bahia.

Por que é importante

Além de fortalecer os cofres do governo, em um momento sensível da economia, as concessões vão estimular a abertura de vagas de trabalho e melhorar a infraestrutura no país

Quem ganha

O ministro Tarcísio Gomes Freitas, que lidera os leilões que serão realizados e passa a ter mais influência no governo

Quem perde

A Infraero, que vai perder a administração dos terminais

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.