Document
PATROCINADORES

Todo mundo só pensa na Presidência

Henrique Meirelles será o candidato do PSD à presidência da República. Pelo menos é o que afirma Gilberto Kassab, presidente licenciado do partido e ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Kassab disse que o ministro da Fazenda é o “plano A” do PSD. Apesar da declaração, ele ressaltou que o partido pode optar pela candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). O tucano recebeu uma outra importante sinalização de apoio. Ao Estadão, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, deixou aberta a possibilidade do Palácio do Planalto entrar na campanha de Alckmin. Marun apontou o apoio do governador à reforma da Previdência como um fator decisivo. De olho em toda essa mobilização está Luciano Huck. De acordo com a coluna Radar, da Veja, o apresentador da TV Globo não desistiu de concorrer ao Planalto. Huck confidenciou a um tucano que estará de volta ao páreo se a candidatura de Alckmin não decolar nas pesquisas até abril.

Por que é importante

Interesses divergentes embaralham a definição dos quadros políticos em 2018

Quem ganha

O governo. O poder de barganha pode influenciar na aprovação da reforma da Previdência

Quem perde

O PMDB. Ter o presidente da República não coloca o partido como protagonista na disputa pelo Planalto

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.