PATROCINADORES

Nº 47: dez milhões de doses para fevereiro, empresas frustradas e proteção contra variantes

Fiocruz negocia mais doses prontas

A CNN Brasil informou que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) negocia com o Instituto Serum, da Índia, a importação de mais dez milhões de doses prontas da vacina de Oxford e da AstraZeneca. A expectativa é que o imunizante chegue ao Brasil ao longo de fevereiro. Em nota, a Fiocruz confirmou a conversa, mas esclareceu que ainda não foi acertado o número de doses. A importação seria uma alternativa da fundação para adiantar a vacinação no país, enquanto não recebe o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) necessário para iniciar a produção própria do imunizante.

Falta de acordo no setor privado

Empresários brasileiros iniciaram uma discussão para a compra de um lote de 33 milhões de doses da vacina de Oxford e da AstraZeneca. Segundo a Folha de S. Paulo, o grupo consultou o Ministério da Saúde em busca de autorização para o negócio. O plano seria doar metade do total do imunizante ao SUS (Sistema Único de Saúde). O restante iria para funcionários e familiares das companhias envolvidas no processo. Já o Estadão, ao repercutir o assunto, acrescentou que a iniciativa foi frustrada por discordâncias sobre a distribuição da vacina. Algumas empresas se posicionaram contra ‘furar a fila’ dos grupos prioritários.

Temer x Bolsonaro

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reuniu os ex-presidentes Jose Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer em uma cerimônia no Palácio dos Bandeirantes (imagem) para estimular a vacinação no país. No evento, Temer disse ter conversado com o embaixador da China no Brasil e recebido a informação de que os insumos para a produção da CoronaVac chegariam em breve ao país. “Hoje ainda às 11h falei com o embaixador da China no Brasil. Nessa conversa, a notícia que tive é que os insumos estão sendo acondicionados. Há uma pequena questão técnica na China, mas eles virão para o Brasil”, comentou. Horas mais tarde, no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro – rival político de Doria – ignorou a fala de Temer, confirmou a liberação e destacou a atuação do Itamaraty, do Ministério da Saúde e do Ministério da Agricultura.

Eficaz contra as variantes

A Moderna anunciou nesta segunda-feira (25) que a sua vacina conseguiu neutralizar em testes de laboratório as mutações do coronavírus encontradas no Reino Unido e na África do Sul. Ainda assim, a empresa disse que trabalharia para desenvolver uma dose adicional para aumentar ainda mais a proteção. A Pfizer/BioNTech já havia informado que seu imunizante também é eficaz contra as variantes.

Azitromicina é ineficaz como tratamento

Um estudo da Universidade de Oxford, do Reino Unido, sobre possíveis tratamentos contra a covid-19, determinou que a azitromicina e a doxiciclina são ineficazes nas fases iniciais da doença. A pesquisa está em curso desde março. Foram analisados pacientes acima dos 50 anos: 526 receberam azitromicina e 728 com doxiciclina. Não houve benefício significativo no tempo de recuperação dos testados, na comparação com o grupo que não recebeu os medicamentos.

Tratamento experimental de Trump na Alemanha

A Alemanha pretende usar em seus hospitais um tratamento experimental à base de anticorpos feito pelo ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump. O país europeu comprou 200 mil doses de medicamentos de anticorpos monoclonais por US$ 487 milhões. Os anticorpos, que atuam no sistema imune, se ligam às estruturas do vírus Sars-CoV-2, como a proteína S, que levam a doença às celulas humanas. O vírus, assim, poderia ser neutralizado. A técnica seria eficiente especialmente nos estágios iniciais da doença.

Painel Coronavírus
Dados atualizados em 25/01/21 – 18h

Casos confirmados
• 8.871.393 – acumulados
• 26.816 – casos novos
• 7.709.602 – casos recuperados
• 944.127 – em acompanhamento
• 4.222 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Óbitos confirmados
• 217.664 – óbitos acumulados
• 627 – óbitos novos
• 104 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − oito =

Pergunte para a

Mônica.