PATROCINADORES

Davati nega ligações com AstraZeneca e Dominguetti

A Davati Medical Supply negou nesta segunda-feira (5) que o policial militar de Alfenas (MG) e suposto vendedor de vacinas da AstraZeneca, Luiz Paulo Dominguetti (imagem), tenha ligações com a empresa. Em depoimento à CPI da Pandemia, em 1° de julho, Dominguetti afirmou ter recebido a proposta de propina para o fechamento do contrato pafra a venda de vacinas com membros do governo, que exigiriam US$ 1 por dose. A Davati afirmou em nota que o único representante credenciado da empresa no Brasil é Cristiano Carvalho e que a companhia não é representante da AstraZeneca nem se apresentou como tal. “A Davati jamais participou de qualquer negociação ilícita”, diz Herman Cardenas, CEO da empresa.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.