Document
PATROCINADORES

Davati nega ligações com AstraZeneca e Dominguetti

A Davati Medical Supply negou nesta segunda-feira (5) que o policial militar de Alfenas (MG) e suposto vendedor de vacinas da AstraZeneca, Luiz Paulo Dominguetti (imagem), tenha ligações com a empresa. Em depoimento à CPI da Pandemia, em 1° de julho, Dominguetti afirmou ter recebido a proposta de propina para o fechamento do contrato pafra a venda de vacinas com membros do governo, que exigiriam US$ 1 por dose. A Davati afirmou em nota que o único representante credenciado da empresa no Brasil é Cristiano Carvalho e que a companhia não é representante da AstraZeneca nem se apresentou como tal. “A Davati jamais participou de qualquer negociação ilícita”, diz Herman Cardenas, CEO da empresa.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.