PATROCINADORES

Cuba anuncia saída do programa Mais Médicos

Em nota divulgada nesta quarta-feira (14), o governo cubano anunciou que deixará o programa Mais Médicos no Brasil. A decisão veio após o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), fazer críticas ao programa de saúde lançado no país em 2013, durante o governo Dilma Rousseff (PT). Bolsonaro questionou a qualificação dos médicos cubanos, a ausência de validação dos diplomas no Brasil e disse que considera injusto que o governo cubano fique com 70% do salário dos médicos que participam do programa.

 

Por que é importante

O Mais Médicos conta com um contingente de 18 mil profissionais estabelecidos do Brasil. Desse total, quase a metade (47%) é composta por cubanos que vieram ao país em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas)

Quem ganha

Bolsonaro, que sempre criticou o Programa Mais Médicos

Quem perde

Segundo especialistas no assunto, as regiões mais pobres do Brasil, que podem sofrer, num primeiro momento, com a falta de médicos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × dois =

Pergunte para a

Mônica.