Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Boletim da Pandemia 7: “Para que essa angústia?” e as candidatas oficiais

Nesta quarta-feira (16): o ministro da Saúde, Pazuello, questionou a “ansiedade” pelo plano de imunização. Além disso, se falou em rastreamento de vacinas, licitação de insumos hospitalares, regras para o uso emergencial e suspeitas de uma terceira onda em Barcelona e a provação do imunizante da Pfizer no Chile. Confira:

Indiferença do ministro
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello (imagem), nesta quarta-feira (16), ao apresentar o Plano Nacional de Imunização (PNI), lançou um questionamento fora de hora: “Para que essa ansiedade, essa angústia?”, após o país confirmar 180 mil mortos na pandemia. A declaração ficou entre os “trends topics” do Twitter e sofreu diversas críticas.

As candidatas oficiais
Entre idas e vindas, negacionismo e cloroquina, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde apresentaram o plano nacional de distribuição das vacinas. No texto, foram firmados memorandos de entendimento não vinculantes. Ou seja, o governo tem intenções de compra, mas não fechou nada com os laboratórios mais importantes: Fiocruz/AstraZeneca, Pfizer/BioNTech, Janssen-Cilag, Instituto Butantan/Sinovac, Bharat Biotech, Moderna e Gamaleya.

Rastreamento de vacinas
Como medida de segurança, o Senado aprovou na terça-feira (15) um Projeto de Lei (PL) que determina o processo de rastreamento de vacinas, soros e outros produtos sob responsabilidade do Programa Nacional de Imunizações (PNI). O rastreamento deve contemplar toda a cadeia de movimentação do PNI, da origem ao consumo. O PL segue para análise da Câmara dos Deputados.

Finalmente, agulhas e seringas
Após seis meses com o Ministério da Saúde negligenciando o processo de importação de seringas e agulhas da China, o que poderia resultar em risco às vésperas da campanha de vacinação, foi aberto nesta quarta-feira (16) uma licitação para a compra de 330 milhões de seringas e agulhas. O edital foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). A licitação impõe que as propostas dos fornecedores devem ser entregues até o dia 29 de dezembro, às 9 horas.

Vacinas, só no SUS
As vacinas para uso emergencial não deverão ser aplicadas em clínicas particulares, apontou a Anvisa. A agência reguladora explicou que não deve ocorrer conflito de interesses entre os públicos a serem vacinados e a ordem na fila deve ser seguida por todos. A Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVac) estimou que somente em 2022 os imunizantes devem chegar aos estabelecimentos privados.

MP da covid sem “termo de responsabilidade”
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a casa votará a MP sobre a vacina na quinta-feira (17), sem a exigência de um “termo de responsabilidade” para o cidadão. A decisão do presidente Jair Bolsonaro – e criticada por especialistas – foi tratada como desimportante. Para ganhar relevância, teria que virar uma medida provisória que, por sua vez, poderia ser derrubada pelos deputados.

Chile aprova inoculante da Pfizer
O Chile aprovou nesta quarta-feira (16), para uso emergencial, a vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19 para pessoas acima de 16 anos. Um grupo formado por 22 especialistas tomou a decisão de forma unânime. A primeira rodada será para os pelos profissionais de saúde – procedimento padrão internacional. As vacinações devem iniciar entre o Natal e o Ano Novo.

Terceira onda bateu na Espanha
O secretário de Saúde da Catalunha, Espanha, Josep Maria Argimon, afirmou nesta quarta-feira (16) que indicadores da região apontam que a pandemia teria entrado em uma “3ª onda” no país. A velocidade de transmissão do novo coronavírus na Catalunha é mais elevada do que se havia detectado até agora, apontou a autoridade.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.