Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Boletim da Pandemia 20: Argentina deixa Brasil para trás, cadastro de quem recusar imunização e o triplo de mortes na Rússia

A Argentina começou nesta terça-feira (29) a vacinar a sua população contra o novo coronavírus. Os profissionais de saúde foram os escolhidos para receber as primeiras doses da Sputnik V, desenvolvida por cientistas russos. O México, o Chile e a Costa Rica são os outros países da América Latina que já deram o pontapé inicial na imunização. O Brasil, enquanto isso, segue sem um prazo definido para abrir a sua campanha.

Cerco contra quem não se vacinar

O ministro da Saúde da Espanha, Salvador Illa, disse em entrevista na TV que o governo local pretende registrar os nomes dos residentes que recusarem a vacina e compartilhar a lista com outros países da União Europeia. Illa, no entanto, não detalhou se as pessoas poderão sofrer qualquer tipo de represália. A imunização na Espanha não é obrigatória, mas as autoridades têm reforçado as mensagens de que é o melhor plano para superar a pandemia.

“Excesso de mortalidade”

A Rússia revisou os dados relacionados ao coronavírus e mais do que triplicou o número de mortes registradas por causa da doença. O total de óbitos subiu de 55 mil para 186 mil, colocando o país atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil. O estudo conduzido pelo órgão de estatísticas Rosstat levou em consideração um “excesso de mortalidade” observado desde o começo da pandemia.

Epicentro inicial

A cidade de Wuhan, primeiro epicentro da pandemia, pode ter tido dez vezes mais casos de infecção do que o número oficial, conforme estudo feito pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) da China. A estimativa é de que quase 500 mil pessoas se contaminaram com o vírus – bem acima dos 50,3 mil casos apontados.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.