Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Boletim da Pandemia 14: 100 milhões doses nos EUA; comissão da Anvisa; vacinação no México

100 milhões de vacinas até julho nos EUA

A farmacêutica Pfizer, anunciou que fornecerá 100 milhões de doses aos Estados Unidos do seu imunizante contra a covid-19 até julho de 2021. Segundo o comunicado da empresa, 70 milhões de doses serão entregues até 30 junho e outros 30 milhões até 31 julho do mesmo ano.

Anvisa cria comissão provisória para registro emergencial de vacinas

Após meses do início da pandemia, foi criada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) uma comissão provisória para acompanhar e avaliar os procedimentos para registro e autorização de uso emergencial para vacinas contra a covid-19. A comissão será formada por membros da diretoria colegiada e por gerências de medicamentos e produtos biológicos, inspeção e fiscalização, de monitoramento de produtos e de laboratórios públicos. O foco da comissão é dar suporte técnico com informações das diversas áreas e acelerar os processos. A decisão final continuará sendo dos quatro diretores da Anvisa e do presidente, Antônio Barras.

México começará vacinação na véspera de Natal

O México iniciará sua campanha vacinação contra a covid-19 nesta quinta-feira (24), véspera de Natal. Dessa forma, o país larga na frente e se torna a primeira nação latino-americana a iniciar as imunizações de sua população e utilizará a vacina da farmacêutica, Pfizer. O secretário de Fazenda e Crédito Público, Arturo Herrera Gutiérrez, afirmou que entre 2020 e 2021, 116 milhões pessoas serão vacinadas. O investimento foi de US$ 1,6 milhão na compra das doses e mais US$ 1,3 milhão para os gastos com a aplicação. O Twitter do Ministério da Saúde do México divulgou a entrega da primeira remessa dos imunizantes, confira:

Preço de vacina para uso emergencial não será regulado

As vacinas aprovadas para uso emergencial contra a covid-19 não terão preço avaliado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), aponta a resolução assinada pelo secretário-executivo do órgão, Romilson de Almeida Volotão. “As vacinas receberão autorização temporária de uso emergencial destinadas ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância nacional e não serão objeto de análise da CMED, dado seu caráter experimental”, afirma a resolução. Até o momento, nenhuma das quatro farmacêuticas com imunizantes em estágios finais no Brasil foi aprovada pela Anvisa.

São Paulo suspende gratuidade do transporte público para idosos próximo à campanha de vacinação

O governo e a prefeitura de São Paulo suspenderam a gratuidade do transporte público para idosos de 60 até 65 anos. A medida passa a vale em 1º de janeiro. Entretanto, as imunizações contra a covid-19 no Brasil, e principalmente, no estado paulista com a CoronaVac, começam em janeiro e com prioridade para este grupo. A medida deverá afetar aqueles que residem mais distantes dos postos de vacinação e menor renda. A tarifa continuará gratuita para pessoas acima de 65 anos, benefício garantido pela lei federal conforme o Estatuto do Idoso.

O último continente atingido pela covid-19

O mais inóspito dos continentes, Antártica, foi atingido pelas contaminações por covid-19. Ao todo foram registrados 36 casos da doença. De acordo com as informações, as infecções ocorreram em meados de dezembro na base das forças armadas do Chile, General Bernardo O’Higgins. Embora a Antártica não possua residentes, pesquisadores, militares e outros visitantes permanecem por lá, periodicamente a trabalho. Estações controladas por outros países mantém um controle rígido de acesso e não relataram casos.

Voluntários russos não receberão mais placebo

Os voluntários do vacina russa, Sputnik V, do Instituto Gamaleya, não receberão mais doses de placebo, informou a agência de notícias da Rússia (RIA, na sigla em inglês). “Tudo foi provado e a pandemia continua, então um placebo não faz nenhum bem”, destacou o diretor do Instituto, Alexander Ginsburg. Outro ponto levantado por Ginsburg é a identificação dos voluntários que receberam o placebo. Para o diretor, eles deveriam ser devidamente vacinados, mas ele acredita que o órgão regulador russo não irá permitir esta política.

CoronaVac pelo mundo

Além do Brasil, outros países estão atentos à vacina desenvolvida pela farmacêutica Sinovac. Alguns iniciaram suas imunizações. Confira:

  • China
  • Emirados Árabes Unidos
  • Bahrein
  • Egito (autorização deve ocorrer nas próximas semanas);
  • Marrocos (autorização deve ocorrer nas próximas semanas);

Painel Coronavírus
Dados atualizados em 23/12/20 – 19h00

Casos confirmados

  • 7.365.517 – acumulado
  • 46.696 – casos novos
  • 6.405.356 – casos recuperados
  • 770.941 – em acompanhamento
  • 3.504,9 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Óbitos confirmados

  • 189.220 – óbitos acumulados
  • 961 – casos novos
  • 90,0 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.