PATROCINADORES

Ação penal contra presidente do PT avança no STF

O ministro do STF Edson Fachin liberou para revisão seu voto em ação penal na qual a presidente do PT e senadora Gleisi Hoffmann (PR) e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo, são réus pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, na Operação Lava Jato. Agora caberá ao ministro Celso de Mello concluir a revisão e liberar a ação para o julgamento, que deve ocorrer ainda neste ano na Segunda Turma da Corte.

Por que é importante

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a condenação da senadora e de Paulo Bernardo. Ambos são acusados de receber R$ 1 milhão como propina para a campanha da petista em 2010

Quem ganha

O MPF. A denúncia foi feita com base em depoimentos de delatores na Operação Lava Jato

Quem perde

O casal, que também poderá se condenado ao pagamento de R$ 4 milhões de indenização aos cofres públicos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =

Pergunte para a

Mônica.