Document
PATROCINADORES

Com 150 mil mortes, pandemia entra em estabilidade após dias de queda

Com diferença de 12 horas, o Ministério da Saúde e consórcio independente de veículos de imprensa que acompanha a pandemia confirmaram o que era esperado para o feriado: o Brasil superou os 150 mil casos fatais. De acordo com o consórcio, desde 14 de setembro a média móvel de mortes está em estabilidade, em comparação com os 14 dias anteriores. Ou seja, acabou o período de tendência de queda seguida nas mortes, o que indicava claro recuou na pandemia. A média móvel de novos casos foi de 26.569 por dia, uma variação de -1% no período.

De acordo com levantamento diário feito pela pasta da Saúde, o país tem 5.082.637 casos confirmados da doença e 150.198 mortes registradas. Os casos recuperados somam 4.453.722. No sábado (10) foram registrou 26.749 novos casos e 559 mortes. De acordo com o Ministério da Saúde, 2.347 casos estão em investigação. 

Na manhã deste domingo (11), o consórcio de imprensa confirmou 150.241 mortes, de acordo com levantamento a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Os números consolidados até a manhã de domingo (11):

  • 150.241 mortes confirmadas
  • 5.092.053 casos confirmados

Fonte: consórcio do veículos de imprensa

De acordo com o Ministério da Saúde, o estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 1.034.816 casos e 37.223 mortes. Em seguida estão os estados da Bahia (324.964 casos e 7.099 óbitos), Minas Gerais (321.140 casos e 8.061 mortes) e Rio de Janeiro (283.407 casos e 19.284 óbitos).  

Confira a evolução da doença nos estados: 

  • Em alta (1): MA
  • Em estabilidade (13 estados): RS, ES, MG, RJ, SP, GO, MS, AC, AM, AP, AL, PI e SE
  • Em queda (12 estados e DF): PR, SC, DF, MT, PA, RO, RR, TO, BA, CE, PB, PE e RN

Fonte: consórcio do veículos de imprensa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.