Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Vagas no mercado de games crescem 73% em 3 anos no Brasil

Vagas no mercado de games crescem 73% em 3 anos no Brasil

Nos últimos três anos, as vagas para o mercado de games aumentaram 73% na plataforma de busca de empregos Indeed. Segundo a empresa, o aumento foi impulsionado pelo segmento dos eSports, como são chamados os jogos virtuais baseados em esportes. MONEY REPORT conversou com Felipe Calbucci, diretor da Indeed no Brasil.

Qual fator impulsionou o aumento do número de vagas na indústria de games?

Tanto as empresas de games quanto os patrocinadores enxergam uma boa oportunidade no setor e estão investindo brutalmente nos jogos eletrônicos. Essa oportunidade surgiu porque o público está jogando mais e, também, assistindo aos jogadores nos campeonatos. Cria-se assim um novo mercado, que passa a gerar empregos. Podemos afirmar que existe a tendência de carreiras serem construídas a partir deste novo modelo de negócios. De 2015 até 2018, as vagas postadas no nosso site aumentaram 73% e a busca dos profissionais por elas, 45,6%.

 

Comparado a outros países, como o Brasil está neste mercado?

O Brasil é o número um da América do Sul em total de jogadores. No mercado global, ocupamos o 12º lugar na lista de países com pró-players, que são os jogadores profissionais dos eSports. As nações que lideram essa lista são China e Estados Unidos, mas o nosso vizinho mais próximo é o Chile, que está na 47ª posição. Estamos realmente muito bem.

(Observe a seguir o ranking dos países por receitas)

 

Qual o perfil das empresas que oferecem estas vagas?

São fabricantes dos equipamentos utilizados nos jogos, desenvolvedoras de softwares, companhias que produzem uniformes para os jogadores e torcedores dos times que disputam campeonatos, clubes de futebol e até mesmo investidores que buscam por jogadores na modalidade.

Foto shutterstock

E o perfil dos candidatos?

Em geral, são millennials que têm muita habilidade com tecnologia e estão muito conectados. Eles precisam de habilidades técnicas específicas e não falo apenas de quem joga o esporte, mas todos os que estão por trás dos campeonatos. Conforme os jogos crescem, as empresas precisam contratar profissionais de RH, de finanças e principalmente de TI. O que é comum a todas elas é a proximidade com a tecnologia.

Qual a projeção para o próximo ano?

A projeção é de crescimento porque nos últimos três anos tivemos este aumento de 73%. A indústria dos eSports movimentou U$ 36 bi nos Estados Unidos no ano passado. Desse montante, US$ 11 bilhões só com a venda dos ingressos para os campeonatos.

 

O setor de games se destacou. Quais tiveram queda na quantidade de vagas ofertadas?

As vagas que mais diminuíram foram as de contabilidade e no setor jurídico, o que tem muito a ver com a automação dos processos.

Envie seu comentário