PATROCINADORES

Vitória sobre a Colômbia na Copa anima Japão após terremoto

Por Malcolm Foster

TÓQUIO (Reuters) – O Japão comemorou com entusiasmo nesta quarta-feira a vitória histórica de sua seleção sobre a Colômbia na Copa do Mundo, um resultado que reanimou a nação após um terremoto que atingiu Osaka, a segunda maior metrópole do país.

Os torcedores que assistiam à partida na noite de terça-feira em bares e ao ar livre da área de Shibuya, no centro de Tóquio, comemoraram quando o Japão selou a vitória de 2 x 1, trocando cumprimentos com estranhos na rua e lotando o famoso cruzamento de pedestres de Shibuya, o que obrigou dezenas de policiais a se mobilizarem para garantir a ordem.

Na segunda-feira, um tremor de magnitude 6,1 abalou Osaka, matando cinco pessoas e ferindo centenas.

Os jornais exibiram fotos dos jogadores japoneses exultantes em suas camisas azuis em suas primeiras páginas nesta quarta-feira, e o porta-voz do governo, Yoshihide Suga, ressaltou ter sido a primeira vez que uma seleção asiática derrotou um time sul-americano na Copa do Mundo.

“Esta foi uma estreia histórica”, disse Suga. “Jogadores veteranos e jovens trabalharam como se fossem um para mostrar o poder do trabalho de equipe e uma certa ‘japonesidade'”.

Foi um êxito digno de comemoração sobre um time que derrotou o Japão por 4 x 1 no Mundial de 2014 no Brasil, mesmo tendo jogado quase toda a partida com 10 homens depois que o zagueiro Carlos Sánchez foi expulso por impedir um chute a gol com o braço com menos de três minutos de jogo.

“Quando aconteceu, pensei que podia causar um milagre”, disse Sayoko Fujisawa, de 35 anos, que acompanhou a partida em casa e gritou quando Yuya Osako fez o gol da vitória de cabeça no segundo tempo.

“Eu estava esperançoso, mas termos vencido superou minhas expectativas”.

O universitário Tatsuya Abe disse que uma derrota para um time de 10 jogadores teria sido difícil de engolir para o Japão, que demitiu o técnico Vahid Halilhodzic a dois meses do torneio e colocou Akira Nishino em seu lugar.

“Se tivéssemos perdido, todos ficariam chocados e incapazes de se recuperar”, opinou.

“Muitas pessoas estavam negativas (em relação à seleção) antes do jogo por causa da mudança de técnico de última hora e outras coisas. Mas com esta vitória, o Japão como um todo ficará positivo”.

Abe, de 19 anos, disse que a conquista de terça-feira levará alguma alegria ao país na esteira do terremoto.

“Esta vitória renovará o ânimo das pessoas”.

(Reportagem adicional de Aurindom Mukherjee, Ayai Tomisawa, Kaori Kaneko e Nobuhiro Kubo)

tagreuters.com2018binary_LYNXMPEE5J1EQ-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 8 =

Pergunte para a

Mônica.